LEXINFORM AMPLIA SERVIÇOS DE APOIO À COMUNIDADE JURÍDICA

É com imensa satisfação que informamos que a partir desta data contaremos com mais um importante colaborador, o jornalista especializado em redação e revisão de textos, Eduardo Chaves Júnior. Com experiência de mais de duas décadas nos setores privado e governamental (a serviço de governadores e parlamentares) como assessor de comunicação, onde era responsável pela redação de artigos, discursos e pelo contato com veículos de imprensa.

INSCRIÇÕES ABERTAS! MESTRADO E DOUTORADO NA PUC/SP PARA 2018

No período de 09 a 27/10/2017 estão abertas as inscrições para o processo seletivo para vagas de mestrado e doutorado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, na área do Direito, com início no primeiro semestre de 2018.

Acesse o link doEdital.

Para obter mais informações, entre em contato com a Secretaria Acadêmica da Pós-Graduação da PUC/SP (alunospos@pucsp.br ) ou ligue (11 3670-8526).

MESTRADO E DOUTORADO NA USP: Inscrições abertas

De acordo com o edital, as inscrições para o exame de conhecimentos jurídicos, destinado aos candidatos que precisem dessa comprovação deverão ser feitas de 21 de julho a 2 de agosto de 2017 e a taxa para realização desse exame é de R$ 200,00.

A aplicação do exame da fase inicial (conhecimentos jurídicos) acontecerá no dia 20 de agosto e as listas de habilitados serão publicadas no site da Fuvest, em 25 de setembro. Já o processo seletivo para a fase final estará com inscrições abertas de 9 de outubro a 20 de outubro.

A VIOLÊNCIA FAMILIAR CONTRA AS CRIANÇAS

A violência e o abuso dentro da esfera familiar sempre foram considerados ‘incidentes’ pertencentes à esfera privada e, portanto, a natureza ou a extensão deles eram freqüentemente minimizados ou mesmo negados. No entanto, não se pode negar que a violência sempre afetou a família – e afeta – de muitas maneiras e, uma delas, é o profundo impacto que provoca nas crianças, sendo elas as vítimas ou as testemunhas do abuso. As conseqüências físicas – ossos quebrados, marcas pelo corpo, desfiguramento e até mesmo a morte -, não são tão mais horríveis do que as dolorosas marcas psicológicas e emocionais – depressão, a perda da auto-estima, a vergonha, o isolamento, a ansiedade, a desesperança, a ansiedade e o sentimento de terror -, que as acompanharão, provavelmente para sempre.